Ácido alfa lipóico: um poderoso antioxidante

Ácido alfa lipoico

O que é ácido alfa lipoico?

O ácido alfa lipoico é um ácido graxo de cadeia curta produzido pelo organismo (sintetizado no fígado), que atua dentro das células, mais precisamente nas mitocôndrias. É um dos mais potentes antioxidantes do nosso corpo, responsável por uma série de ações intracelulares. É solúvel tanto em água quanto em gordura, diferentemente de outras substâncias antioxidantes.

Ácido alfa lipoico, para que serve?

Entre as principais funções do ácido lipoico no organismo estão:

  • neutraliza os radicais livres e os impede de causar reações químicas nocivas que danificam as células. Com isso, ajuda a prevenir doenças como o câncer;
  • participa ativamente do processo que transforma a glicose em energia dentro da célula;
  • age de forma semelhante à insulina, estimulando a captação de glicose pelas células. Em alguns países já é usado para tratar o diabetes;
  • em estudos com animais provou-se sua eficácia como anti-inflamatório;
  • é usado como tratamento coadjuvante nos casos de cirrose hepática por alcoolismo;
  • estudos recentes têm tido bons resultados na terapia com o ácido alfa lipoico em pacientes com doença de Parkinson e doença de Alzheimer;
  • por seu poder antioxidante, colabora para a saúde e firmeza da pele, evitando o envelhecimento precoce;
  • melhora o desempenho em treinamentos de força.

Ácido alfa lipoico emagrece?

Estudos realizados com altas doses de ácido alfa lipoico mostraram melhora na produção de energia na mitocôndria, aumentando o metabolismo e a queima de gordura, que auxiliariam na perda de peso.

Ácido alfa lipoico: efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns pela ingestão inadequada e excessiva do ácido alfa lipóico são câimbras, dores de cabeça, formigamentos e até reduções bruscas das taxas de açúcar na corrente sanguínea.

Ácido alfa lipoico: fontes alimentares

O ácido alfa lipoico é encontrado em pequenas quantidades alguns alimentos como brócolis, espinafre, ervilha, levedo de cerveja, couve-de-bruxelas, farelo de arroz e carnes. Também é vendido em forma de cápsulas, como suplemento alimentar, e em cosméticos para uso tópico. Seu uso oral deve ser orientado por um médico ou nutricionista.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.