Alimentação Infantil x Quarentena

Alimentação Infantil x Quarentena

No período de quarentena, quesitos como a ansiedade tendem a aumentar, principalmente nas crianças, e, como consequência o consumo de guloseimas. Nesse momento a alimentação dos pequenos merece uma atenção especial. Confira como manter a alimentação da sua família saudável e divertida em meio uma pandemia.

Qual a importância de uma alimentação infantil saudável?

A construção de hábitos saudáveis para os pequenos começa ainda durante a gestação e lactação.

A curto prazo a alimentação saudável auxilia na aprendizagem, concentração e no desenvolvimento cognitivo.

Em médio prazo auxilia no desenvolvimento de ossos, pele, músculos e órgãos, e no estabelecimento de valores.

E a longo prazo, essa preocupação desde cedo diminui riscos de futuras doenças como: 

  • Diabetes
  • Problemas imunológicos
  • Obesidade 
  • Doenças cardíacas

Como manter uma rotina alimentar

Fracione a refeição das crianças em horários fixos: esse é o primeiro passo para uma rotina alimentar. Leve em consideração o horário de sono das crianças e coloque um intervalo de no mínimo, duas horas entre cada refeição.

Escolha um ambiente adequado: coloque a criança para se alimentar sem distrações, televisões, tablets ou celulares. A falta de atenção pode levar ao excesso de peso infantil e perda da percepção de saciedade.

Nos lanches intermediários opte por frutas frescas: nada de oferecer bolachas recheadas e salgadinhos, dê para as crianças frutas cortadas ou snacks saudáveis.

Não ofereça sucos e refrigerantes para as crianças, ofereça água: os refrigerantes e sucos artificiais contém uma grande quantidade de açúcar e conservantes que fazem mal a elas.

Dê o exemplo: os hábitos saudáveis devem partir dos pais, sente-se na mesa com as crianças e coloque no prato delas o mesmo que tiver no seu.

Se atente aos sinais

Cada criança pode reagir de uma forma diferente nessa quarentena, algumas vão achar divertido e outras podem se estressar, sentir ansiedade, se atende aos sinais da ansiedade:

  • Dificuldade em pegar no sono
  • Pesadelos
  • Irritabilidade sem motivo
  • Chorar o tempo todo
  • Acordar várias vezes durante a noite

Como aliviar a ansiedade nas crianças

  • Explique de maneira lúdica o que está acontecendo e que tudo vai passar.
  • Não ofereça guloseimas como tentativa de fazê-las se sentirem melhor.
  • Tire um tempo do seu dia para fazer atividades com elas.
  • Convide as crianças para participarem das atividades de casa, principalmente dos preparos das refeições e deixe que ela explore os alimentos.
  • Pratique atividades relaxantes com as crianças, como músicas relaxantes e yoga.

Não proíba, tudo bem às vezes um pedaço de chocolate, ou uma bala, mas essa não deve ser a alimentação principal.

Separamos algumas receitas para fazer com os pequenos nessa época:

muffin de omelete

Receita de  Muffin de Omelete:

Ingredientes

1 folha de couve, com o talo, bem picada;
½ xícara (chá) de brócolis bem picado;
1 tomate médio, sem sementes, picado;
½ xícara (chá) de milho-verde cozido;
5 ovos;
1 colher (chá) de sal;
½ colher (chá) de orégano fresco;
4 colheres (sopa) de leite integral;
½ colher (chá) de fermento em pó.

MODO DE PREPARO

1 Em um recipiente, misture a couve, o brócolis, o tomate e o milho;
2 Distribua em 6 forminhas para empada ou muffin. Reserve.
3 No mesmo recipiente, misture, batendo os ovos, o sal, o orégano, o leite e o fermento em pó, e distribua sobre os vegetais nas forminhas.
4 Leve para assar em forno médio (180°C), preaquecido, por cerca de 25 minutos, ou até que esteja dourado e firme.
 5 Retire do forno e sirva a seguir.
muffin de omelete

Receita de Gelatina Saudável de Uva

Ingredientes

1 pacote de gelatina em pó sem sabor;
500 ml de suco de uva integral.

MODO DE PREPARO

1Ferva metade do suco de uva e, em seguida, dissolva o pacote de gelatina sem sabor;
2Acrescente o restante do suco e misture.
3Despeje em um refratário ou formas individuais e leve à geladeira até que endureça.
Dica: Você pode acrescentar uvas cortadas pela metade antes de levar à geladeira.

—————————————————————————————————————————————–

Revisado por Priscila Boaventura: Nutricionista registrada (CRN-3 44332) especializada em Nutrição Clínica e Terapia Nutricional. Graduada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Pós-graduada pela Faculdade Método de São Paulo. Atualmente é responsável pelo conteúdo técnico dos sites Natue e Mundo Verde, em seu tempo livre, gosta de praticar artes marciais.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.