Aposte no poder dos superalimentos

Para ter mais saúde e qualidade de vida, cada vez mais pessoas estão aderindo a uma alimentação equilibrada, com maior quantidade de frutas, verduras, legumes, oleaginosas e cereais integrais. Mas é possível melhorar ainda mais a qualidade das refeições de uma forma simples, acrescentando os chamados superalimentos. “Trata-se de um alimento que concentra muitos nutrientes, o que é conhecido como alta densidade nutricional”, explica a nutricionista Carolina Arbache.
Ao incluir os superalimentos nas refeições, consequentemente você recebe maior teor de fibras, vitaminas, minerais, antioxidantes e fitonutrientes que proporcionam diversos efeitos benéficos ao organismo.

O que são fitonutrientes e quais são seus benefícios?

Os fitonutrientes, também conhecidos como fitoquímicos, são compostos bioativos presentes naturalmente nos alimentos que oferecem diversos benefícios ao organismo. Por apresentarem ação antioxidante, previnem os danos causados pelos radicais livres, auxiliando na prevenção de enfermidades, como doenças cardíacas e câncer. Estão presentes em grande quantidade nas frutas, verduras, grãos, oleaginosas, chás, entre outros, como o betacaroteno, licopeno, isoflavona e flavonoides.

Conheça os principais superalimentos:

 

QUINOA: esse pseudocereal possui elevado teor de proteínas de alto valor biológico quando comparado a outros cereais. Além disso, é um dos únicos alimentos de origem vegetal que fornece todos os aminoácidos essenciais que o organismo precisa e não é capaz de produzir. Também contém alto teor de vitaminas, minerais e fibras, e ainda é fonte de carboidratos de baixo índice glicêmico. É considerado um dos alimentos mais completos, comparado até mesmo ao leite humano.

CHUFA: é um tubérculo com alto teor de fibras, proteínas, açúcares naturais, vitaminas e minerais, que ajudam no combate aos radicais livres, no bom funcionamento do sistema imunológico e na saúde óssea. Pode ser encontrado puro ou na versão de farinha de chufa integral.
CHIA: rica em proteínas, essa sementinha ainda é composta por todos os aminoácidos essenciais, aqueles que o organismo não consegue produzir. Também é uma das melhores fontes vegetais de ômegas 3, assim como de ômega 6, e é riquíssima em fibras solúveis e diversas vitaminas, minerais e substâncias antioxidantes.
MACA PERUANA: quando comparada a qualquer outro tubérculo, essa raiz originária do Peru apresenta maior concentração de cálcio, proteínas e zinco, além de conter diversas outras vitaminas, minerais e substâncias antioxidantes. O consumo da maca está atrelado ao emagrecimento e ao aumento da libido, por isso é considerada um alimento afrodisíaco.

CACAU: é um dos alimentos com maior poder antioxidante, que ajuda no combate ao envelhecimento precoce e protege o coração, além de ser rico em diversos minerais como magnésio, ferro, cromo, zinco, cobre e manganês. Também é fonte de gorduras boas e substâncias que estimulam a produção de neurotransmissores ligados à sensação de bem-estar.

AMARANTO: possui boa quantidade de proteínas de alto valor biológico, que fornecem todos os aminoácidos essenciais necessários ao organismo, e ainda é rico em gorduras saudáveis, fibras, vitaminas e minerais. Pode ser encontrado na forma de semente de amaranto, em flocos ou como farinha de amaranto.
LINHAÇA: essa semente é rica em gorduras poli-insaturadas, vitaminas, minerais e fibras. Também possui lignana, um composto com ação semelhante ao hormônio feminino estrógeno, por isso pode ajudar a aliviar os sintomas da menopausa.
GOJI BERRY: contém 18 tipos de aminoácidos e mais de 21 oligoelementos incluindo o germânio, que tem propriedades anticancerígenas. Também é rica em vitamina C e em carotenoides com ação antioxidante como a luteína, zeaxantina e o betacaroteno.
SEMENTE DE ABÓBORA: está entre as fontes alimentares vegetais com mais concentração de zinco, enquanto a farinha de semente de abóbora contém mais fibras do que o feijão, lentilha e o pão integral. É rica em proteínas, ácidos graxos poli-insaturados (considerados “gorduras boas”), vitaminas, minerais e fibras.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.