6 Dicas para o Café da Manhã Low Carb

6 Dicas para o Café da Manhã Low Carb

Na dieta low carb além de diminuir a quantidade de carboidratos, é necessário escolher os alimentos de modo que garanta a saciedade e não prejudique a quantidade de nutrientes ingeridos. O café da manhã é, geralmente, a refeição mais difícil de diminuir a quantidade de carboidratos para os brasileiros, seus alimentos típicos incluem pães, cuscuz, mandioca, bolos e tapioca.

Confira como substituir de forma gostosa o tradicional café com leite e pão na chapa ou o iogurte com mel e granola em uma dieta low carb.

6 dicas para o café da manhã low carb

Inclua frutas:

As frutas como abacate, morango, abacate, melão, abacaxi e melancia, contém pouca quantidade de carboidratos na porção e podem contribuir com a quantidade de fibras, vitaminas e minerais que podem ser prejudicados devido a exclusão de alguns alimentos da dieta.

Podem ser combinados com iogurte natural sem lactose (açúcar do leite) batidos com leite sem lactose ou com bebida vegetal.

Priorize grãos, cereais e sementes com poucos carboidratos:

Ainda é possível incluir alimentos como o farelo de aveia, chia, linhaça, mix de sementes em pequena quantidade e desde que não tenha adição de açúcar na composição.

Esses alimentos além de ajudarem na sensação de saciedade, contribuem para o funcionamento do intestino.

Inclua oleaginosas:

As oleaginosas além de possuírem gorduras boas, fibras, vitaminas e minerais na composição, também contribuem para aumentar a quantidade de proteínas na dieta e são uma ótima opção para deixar a granola (com açúcar) de lado e acompanhar o iogurte natural.

Proteínas são importantes:

Alimentos como ovos e queijos (prefira os mais maturados, envelhecidos e/ou amarelados) podem e devem estar incluídos no menu do café da manhã.

Experimente como acompanhamento de pães com pouco carboidrato, no preparo de crepioca, muffins e waffle ou até a tradicional omelete.

Lembrando que você pode substituir a farinha de trigo por farinha de coco ou amêndoas nas receitas.

Utilize adoçantes:

Caso seja necessário adoçar algum alimento ou bebida, é preferível o uso de adoçantes para não aumentar a quantidade de carboidratos da dieta.

Confira o rótulo dos Alimentos

Se você conta a quantidade de carboidratos por refeição, verifique a quantidade total de carboidratos no rótulo, ela inclui amidos, açúcares e fibras. Subtraia desse total o valor declarado de fibras, por exemplo, um produto com 6 g de carboidrato total e 3 g de fibras, possui 3 g de carboidratos, pois as fibras não são digeridas pelo nosso organismo.

Um dica para escolher rapidamente um produto é preferir opções com menos de 5% do VD (valor diário) recomendado de carboidratos.

Aposte na Variedade!

O importante é que você combine esses alimentos para ter uma refeição rica em nutrientes e com variedades.

Experimente novos ingredientes que tradicionalmente não fazem parte do seu café da manhã, planeje seu cardápio e teste novas receitas para incrementar essa refeição tão importante.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

—————————————————————————————————————————————–

Revisado por Priscila Boaventura: Nutricionista registrada (CRN-3 44332) especializada em Nutrição Clínica e Terapia Nutricional. Graduada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Pós-graduada pela Faculdade Método de São Paulo. Atualmente é responsável pelo conteúdo técnico dos sites Natue e Mundo Verde, em seu tempo livre, gosta de praticar artes marciais.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.