Colágeno para articulações: qual a melhor opção?

Colágeno para articulações: qual a melhor opção?

Existem cerca de 30 tipos diferentes de colágeno, sendo o tipo 1 o mais comum e presente em vários órgãos como pele, cabelos, unhas, ossos, tendões e cartilagens. As fibras de colágeno constituem o principal componente mecânico dos tecidos do nosso corpo, onde fornecem uma estrutura estável para os mesmos, porém, quanto mais o tempo passa, menos colágeno nosso corpo produz. A queda da produção começa com 25 anos, então, a partir dessa idade, perdemos 1% ao ano.

O colágeno apresenta a função de contribuir com a resistência, coesão e elasticidade dos tecidos em que está presente. Na pele, mantém sua textura e elasticidade, nos cabelos melhora o brilho e espessura dos fios, nas unhas, atua no seu crescimento e fortalecimento e também tem papel na saúde dos ossos e cartilagens

Com a tecnologia cada vez mais avançada, hoje encontramos no mercado vários tipos de colágenos que contribuem com efeitos em partes específicas, como é o caso do Verisol ®, marca patenteada para frações específicas de colágeno que atuam na pele, melhorando textura, elasticidade e amenizando marcas de expressão, além de contribuir para a saúde das unhas. 

Colágeno para articulações: qual é o melhor?

O colágeno tipo 2 é a proteína mais presente nas regiões das cartilagens e articulações, portanto, os suplementos de colágeno com essa composição podem ajudar a cuidar da saúde articular.  

Esse tipo de suplemento estimula a produção de colágeno para regiões que resistem a grandes pressões, como cartilagens, articulações e a coluna. 

O colágeno tipo II é indicado quando em doenças como:

  • Doenças articulares autoimunes, como Osteoartrite autoimune
  • Inflamação de articulações
  • Lesão em cartilagens
  • Artrite reumatoide

Nestas doenças, o próprio organismo reconhece o colágeno que está nas articulações como uma proteína estranha e produz enzimas que destroem a cartilagem, e como consequência, surgem os sintomas destas doenças.

Assim, uma das forma de ajudar o corpo a repor o colágeno perdido nas cartilagens e, principalmente, aliviar os sintomas, é o uso de suplementos a base de colágeno tipo 2, que reduz a inflamação em casos de osteoartrite e reumatismo e melhorando a saúde das articulações. 

Recomendação de colágeno tipo 2

Este tipo de colágeno é tomado numa dose menor que o colágeno tipo 1, de aproximadamente 40 mg, em cápsula, uma vez por dia, idealmente em jejum.

No caso dos veganos, já que o colágeno é uma proteína obtida somente de alimentos de origem animal, e até mesmo pensando em melhorar/estimular a produção natural do colágeno, hoje é possível encontrar no mercado os chamados precursores de colágeno, produtos que combinam vitaminas, como a vitamina C, minerais, como silício, selênio e outros,  aminoácidos e outros nutrientes que favorecem a produção pelo próprio organismo.

Referências:

brasilescola.uol.com.br/biologia/colageno.htm

https://emais.estadao.com.br/noticias/bem-estar,o-que-e-colageno-para-que-serve-qual-o-melhor-como-tomar,70003554508

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.