Conheça a Dieta Low Carb

Conheça a Dieta Low Carb

Considerada uma das dietas mais comentadas e aderidas dos últimos tempos, a dieta Low carb ganha cada vez mais fãs. Conhecida por seus resultados significativos na perda de peso, aparece como opção em todas as épocas do ano.

Conheça mais sobre a dieta low carb, seus benefícios, tipos, como fazer e os erros mais comuns.

O que é a dieta Low Carb?

A definição do nome acaba confundindo muita gente que entende como a dieta “zero carboidratos”. 

A verdade é que a palavra “low” significa “baixo/pouco” e a palavra “carb” vem de “carboidratos”, ou seja, não é uma dieta “zero carboidratos” e sim com baixa concentração de carboidratos

Este entendimento é muito importante para seguir com esta estratégia alimentar, uma vez que quando se restringe carboidratos ou outros nutrientes sem conhecimento e acompanhamento, pode acontecer deficiências nutricionais como falta de ferro, zinco, magnésio, além da fraqueza e fadiga cerebral. 

Benefícios da Low Carb

Low carb é um tipo de estratégia alimentar que além de auxiliar na perda de peso,  contribui com o tratamento e prevenção de doenças associadas a resistência à insulina, como:

  • Diabetes
  • Esteatose hepática
  • Hipertrigliceridemia
  • Síndrome dos Ovários Policísticos 
  • Obesidade

Como fazer?

Existem algumas formas para fazer a low carb, considerando a quantidade de carboidratos ingerida. 

Os tipos são: 

  • Restrição moderada: considera-se o consumo de até 45% de carboidratos
  • Dieta LCHF (Low carb high fat ): o consumo de carboidratos é de até 26% ou menor que 130g de carboidratos 
  • Very Low Carb: se consome de 20 – 50g de carboidratos por dia, ou seja, cerca de 10%

Independente das concentrações de carboidratos, é recomendado procurar um profissional nutricionista para avaliar cada caso individualmente e indicar a melhor forma para seguir.

O que comer na dieta low carb?

A dieta tem como princípio o consumo de comida natural, ou seja, o consumo praticamente zero de produtos industrializados e cheios de aditivos químicos. 

A base da alimentação são os legumes e os vegetais e a composição de um prato é basicamente a metade de verduras e legumes (de baixo IG), gorduras boas e posteriormente, proteínas que podem ser de origem animal ou vegetal. 

Óleos vegetais como o de soja, girassol e canela, devem ser evitados e em contrapartida, deve-se valorizar o consumo de gorduras como: 

As frutas de baixo índice glicêmico são as mais valorizadas e consideradas nesta estratégia e podemos citar: coco, abacate e frutas vermelhas. 

Erros comuns 

  • Não diferenciar os carboidratos simples dos complexo e retirar todo carboidrato da dieta
  • Consumir gorduras ruins em excesso, achando que são ótimas para emagrecimento e saúde
  • Consumir muitos industrializados e embutidos esquecendo do teor de sódio e aditivos químicos
  • Ficar longos períodos sem se alimentar, acreditando que vai perder peso se não se alimentar
  • Ter medo de comer carboidratos e aumentar a dose de proteína.

A low carb apesar de oferecer inúmeros benefícios à saúde, mas precisa ser feita de maneira correta e com acompanhamento de um profissional, para melhora dos resultados e prevenção de deficiências nutricionais.

Referências:

portal.unisepe.com.br/unifia/wp-content/uploads/sites/10001/2018/06/080_beneficios.pdf

http://periodicos.iesp.edu.br/index.php/dialogosemsaude/article/view/261

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.