Conheça mais sobre o hipotireoidismo

Hipotireoidismo

Os hormônios liberados pela tireoide são responsáveis por diversas funções importantes no organismo, garantindo a função adequada de diversos sistemas. Os distúrbios da tireoide são comuns atualmente, e atingem adultos de qualquer idade. Um desses distúrbios é o hipotireoidismo.

O que é hipotireoidismo?

Hipotireoidismo é o transtorno mais comum da glândula tireoide, sendo caracterizado como uma insuficiência de hormônios tiroidianos (T3 e T4) no organismo, ou seja, quando estão em níveis mais baixos que o normal.

Nos adultos, a doença de Hashimoto é a causa mais comum de hipotireoidismo. É uma doença autoimune, na qual o sistema imune não reconhece as células da tireoide, atacando-as e impedindo a produção dos hormônios.

Hipotireoidismo congênito: o que é

O hipotireoidismo congênito (HC) ocorre quando a tireoide do recém-nascido não é capaz de produzir quantidades necessárias do hormônio, tornando os processos metabólicos prejudicados. Pode ser detectado através do “teste do pezinho”.

Suas causas são inúmeras, como defeito na formação da glândula ou ainda na síntese do hormônio, a falta de estímulo sobre a glândula ou uma síndrome de resistência ao hormônio tiroidiano, onde as respostas aos hormônios são diminuídas.

Uma das causas mais frequentes de retardo mental ocorre devido ao HC, mas pode ser prevenido com diagnóstico precoce e tratamento adequado.

Sintomas do hipertireoidismo

Os sintomas do hipotireoidismo mais comuns são:

  • Cansaço excessivo
  • Depressão
  • Sensação de fadiga e pouca energia
  • Frio excessivo
  • Extremidades frias – mãos e pés
  • Pele e cabelos secos
  • Prisão de ventre
  • Ciclos menstruais irregulares
  • Inchaço nas pernas e rosto
  • Elevação dos níveis de colesterol

Hipotireoidismo engorda?

A alteração hormonal causada pelo hipotireoidismo prejudica o funcionamento do metabolismo, tornando-o mais lento, dessa forma, o ganho de peso é uma das manifestações clinicas da doença, mas existem muitos pacientes que não engodam, e quando há ganho de peso, normalmente é pouco, cerca de 2kg, e que pode ser revertido com o tratamento correto.

Vale ressaltar que essa condição é de caso para caso, tudo depende de cada organismo e do tratamento correto.

Hipotireoidismo tem cura?

De maneira geral, o hipotireoidismo não tem cura, mas pode ser controlado com alimentação correta, prática de exercícios físicos e uso de medicamentos que fornecem o hormônio que não é mais produzido pela tireoide.

Dieta para hipotireoidismo

A tireoide precisa de nutrientes para funcionar, e os principais são o selênio, o zinco e o iodo, que podem favorecer o tratamento da doença quando o quadro clássico de hipotireoidismo ainda não está instalado.

As principais fontes de selênio na alimentação são as oleaginosas, principalmente a castanha-do-Pará, que fornece toda a necessidade diária em apenas 1 ou 2 unidades. Já o zinco está presente nas leguminosas, semente de abóbora, gergelim e frutos do mar, e o iodo pode ser encontrado em algas, como spirulina e chlorella.

É importante reduzir a ingestão de alimentos industrializados, ricos em aditivos alimentares, além de alimentos contaminados com metais pesados, que podem interferir no metabolismo da tireoide.

Os vegetais verde-escuros, como brócolis, couve, couve de bruxelas e espinafre, contêm substâncias que comprometem a absorção de iodo, por isso, devem ser consumidos com moderação, dando preferência pelos vegetais cozidos e não crus. A soja e o chá verde também deve ser consumidos com moderação, pois também podem comprometer a função da tireoide.

Uma alimentação adequada pode colaborar para o controle do distúrbio, e ainda trazer benefícios para melhora dos sintomas, como inchaço, constipação, queda de cabelo, fadiga ou unhas fracas.

Adote essas dicas e viva de forma mais equilibrada e saudável! Para continuar acompanhando informações sobre alimentação saudável, atividade física e bem-estar, assine nossa newsletter e receba conteúdos em seu e-mail. Caso tenha dúvidas, deixe um comentário!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.