Dicas para evitar a compulsão por doces na Páscoa

Dicas para evitar a compulsão por doces na Páscoa

Quando se pensa em sobremesas, doces e até mesmo algo para comemorar algum momento especial ou para compensar algum momento ruim, o chocolate vem à cabeça de muitas pessoas

Dados de uma pesquisa realizada pela Kantar e encomendada pela Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab) mostrou que entre janeiro e setembro de 2020 a taxa de entrada da categoria de chocolates nos lares brasileiros foi de 90,1%. Os dados obtidos pela pesquisa também mostram que a média mensal de brasileiros que compram chocolate é de 55,4%, comprovando que esse é um queridinho da população. Em tempos de pandemia e isolamento social, também se observou um aumento de casos relacionados à compulsão alimentar e mais uma vez, o chocolate é um grande escolhido nesse caso.

A maior parte dos chocolates ainda consumidos são as versões tradicionais, ou seja, com menor proporção de cacau e consequente aumento de açúcares, leite e outras substâncias e quando falamos de açúcar essa é uma substância que realmente vai levando a maior compulsão, por ser transportada rapidamente no organismo e atuar diretamente no cérebro, causando o vício e gerando compulsão.

E aí vem a Páscoa, que tem como estrela principal, os ovos de chocolate! Como fazer para controlar esse consumo excessivo? Confira!

Dicas para evitar a compulsão por doces

1 Não faça estoques de chocolates em casa

A melhor alternativa seria não comprar e não ter o “vilão” tão próximo assim, mas como sabemos, os ovos de chocolate tem toda uma simbologia com a época e o ato de comer e celebrar pede esses “detalhes”, mas ainda assim, não precisa ser o maior ovo do comércio e nem um para cada integrante da família. 

Compre um tamanho ou uma quantidade de chocolate que seja suficiente para compartilhar com a família e acabar naquele momento de celebração. 

2 Invista em chocolates de verdade

Aqueles com maior proporção de cacau e assim, menor adição de outras substâncias como o açúcar e com isso, passando a caber dentro de um contexto saudável, claro que, quando consumido com moderação. 

A recomendação média é de 30g de chocolate com mais de 50% de cacau por dia!

3 Não faça dos doces e chocolates seu café da manhã

Mantenha sua rotina de refeições saudáveis o mais normal possível, inclusive no domingo de Páscoa. Na hora do almoço, comece pelas saladas, aproveite o bacalhau e opte pelos vegetais assados ou cozidos como acompanhamentos, assim, na hora da sobremesa estará saciado e conseguirá consumir os doces e chocolates com moderação. 

4 Combine os chocolates com frutas e castanhas

Na hora da sobremesa, uma outra dica é combinar esse chocolate com frutas in natura, secas e castanhas, assim poderá usar uma quantidade menor de chocolate e ainda deixar essa sobremesa mais  rica nos nutrientes vindo desses outros alimentos.

Benefícios do Cacau

Os chocolates com maior proporção de cacau é considerado um alimento funcional, ou seja, além de nutrir também outros benefícios à saúde. 

No cacau destacamos a presença do magnésio e triptofano, nutrientes importantes para a produção da serotonina, considerado o hormônio do bem estar, uma vez que sua ação está relacionada a diversos benefícios, tais como:

  • Melhora do humor
  • Redução da ansiedade e compulsão alimentar
  • Redução dos sintomas da TPM
  • Melhora da qualidade do sono

Além de ser rico em compostos de ação antioxidantes, que retardam o envelhecimento precoce da pele.

Então, na Páscoa, assim como em vários outros momentos ao longo do ano, um chocolatinho sempre vai ser bom, desde que consumido com moderação.

Referências:

https://www.abras.com.br/clipping/geral/72243/mais-de-90-dos-brasileiros-compraram-chocolate-em-2020

dicasdemulher.com.br/cacau-em-po/

terra.com.br/vida-e-estilo/saude/nutricao/chocolate-faz-bem-para-a-saude-confira-10-beneficios,a2f98c3d10f27310VgnCLD100000bbcceb0aRCRD.html

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.