Estratégias para aprender a controlar o apetite

apetite

Com a correria do dia a dia, muitas vezes falta tempo para realizar uma boa refeição ou preparar um prato diversificado, o que facilita a adoção de maus hábitos alimentares.

Essa rotina exaustiva, com constantes situações de estresse e ansiedade, aliada à alimentação inadequada, pode desregular os hormônios, provocando situações em que confundimos a vontade de comer a toda hora com a real necessidade de se alimentar. O pior é que apesar de comer bastante, muitas vezes continuamos com fome. Ou seja, o volume de alimentos ingeridos não satisfaz, tornando difícil controlar o próprio apetite.

Veja algumas dicas que ajudam a contornar essas situações:

SACIEDADE

A sensação de saciedade é de extrema importância para evitar que a gente coma mais do que realmente deveria. Em outras palavras, pode-se dizer que a saciedade é uma resposta do nosso organismo para avisar que não é mais preciso comer, evitando problemas como o ganho excessivo de peso, por exemplo, já que todo alimento em excesso – se não utilizado para gerar energia – se acumula na forma de gordura.

Alimentos que dão saciedade:

 Saladas de folhas cruas: por serem ricas em fibras e exigir boa mastigação, estimulam a sensação de saciedade.

  • Frutas (especialmente com casca, como a maçã), aveia, chia e linhaça: são ricas em fibras que regulam o apetite.
  • Castanhas, nozes, amêndoas e outras oleaginosas: são ricas em gorduras do bem, que são digeridas mais devagar, promovendo sensação de saciedade.
  • Alimentos ricos em cromo, como cereais integrais, levedo de cerveja, fígado e queijo: esse mineral melhora a resistência à insulina (hormônio que transporta a glicose para dentro das células), diminuindo a vontade de comer massas e doces.
  • Coco seco em pedaços e vegetais crocantes, como cenoura e pepino: além de serem boas opções para aperitivos ou lanches, são ricos em fibras e estimulam a mastigação.

DOCES: XÓ PRA LÁ!

Consumir um docinho de vez em quando não mata ninguém, inclusive porque ao consumi-los a produção de serotonina é estimulada, um hormônio responsável pela sensação de prazer e bem-estar. Mas não exagere! Por serem ricos em açúcar, quando ingeridos em alta quantidade, esses doces podem causar vontade de comer cada vez mais, por isso é tão difícil controlar a vontade de comê-los. Além de favorecer o ganho de peso, o excesso de doces provoca o surgimento de diversas doenças, especialmente diabete.

Prefira doces mais saudáveis, confira nossas receitas fit e aproveite para comer docinhos de forma moderada. 😉

Mastigue direito!

Mastigue até que os alimentos estejam completamente triturados e percam sua forma, isso equivale a cerca de 40 mastigações por vez. Se for necessário, comece a contar quantas vezes mastiga e atente-se à sua mastigação.
Isso é importante para estimular a saciedade e evitar que pedaços de comida cheguem ao estômago, provocando indigestão. Comer devagar também é fundamental, já que enquanto mastigamos o corpo se prepara para receber os nutrientes do alimento e o cérebro envia a mensagem de saciedade.

Hidrate-se!

Você sabia que fome pode ser desidratação? Isso porque o sistema nervoso confunde as sensações, ou seja, sabe que o organismo precisa de algo, mas não detecta bem se é fome ou sede. Isso é muito comum, principalmente porque a maior parte das pessoas tem dificuldade para beber a quantidade adequada de água. Em média, devemos beber 2 litros de água por dia.

Você tem dificuldade para controlar o apetite ou sente vontade de comer a toda hora? Deixe um comentário contanto para a gente!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.