Glutationa: conheça esse poderoso antioxidante

Glutationa: conheça esse poderoso antioxidante

A glutationa é uma molécula de ação antioxidante composta por três aminoácidos: cisteína, glicina e ácido glutâmico. Atua em diferentes e diversos processos no organismo e está presente em praticamente todas as células do corpo. Por sua atuação antioxidante, na sua deficiência, é comum à sua associação com o envelhecimento celular.

Confira o papel da glutationa na prevenção do envelhecimento celular, suas funções no organismo, além das fontes alimentares.

Envelhecimento celular e o papel da Glutationa

O envelhecimento celular apesar de ser um processo natural é agravado pela presença e excesso de radicais livres nas células, que as danificam e causam o envelhecimento. 

A glutationa é um dos principais antioxidantes produzidos em nosso organismo e uma das melhores maneiras de neutralizar esses radicais livres, impedindo agressões, o envelhecimento celular e doenças como o câncer

Ela é produzida dentro das células a partir de outros aminoácidos e por isso, já entendemos a necessidade de alimentos fontes e uma boa nutrição. 

Podemos entender também que quanto menor a concentração de glutationa na célula, menor será o tempo de vida daquela célula. Além do seu papel antioxidante, tem papel fundamental no processo de destoxificação, ou seja, atua de maneira considerável na eliminação de toxinas do organismo.

Considerando que o fígado e os rins são órgãos primordiais no processo de destoxificação, eliminação de toxinas, podemos entender o maior volume de glutationa nestes órgãos, atuando como antioxidante prevenindo a agressão de radicais livres e auxiliando na eliminação de toxinas. 

Fatores que favorecem o envelhecimento celular

Alguns fatores da dieta e estilo de vida aumentam a concentração de radicais livres no organismo, gerando envelhecimento celular, veja alguns exemplos:

  • Exercício físico
  • Tabagismo
  • Estresse
  • Excesso de álcool
  • Consumo exagerado de alimentos industrializados ricos em gorduras, açúcares e aditivos químicos 

Neste cenário, por exemplo, a glutationa, assim como outras substâncias antioxidantes tornam-se necessárias. 

Glutationa: glutationa para que serve

Podemos citar ainda algumas outras atividades desenvolvidas pela glutationa como:

  • Transportes de proteínas e aminoácidos
  • Ativação de enzimas
  • Síntese (produção) de DNA
  • Prevenção dos sinais do envelhecimento 
  • Proteção contra as agressões causadas pela radiação solar. 

Além disso, alguns estudos apontam sua participação no fortalecimento e bom funcionamento do sistema imunológico, uma vez que é necessária para proliferação de células imunes, relacionadas ao reconhecimento e combate aos agentes agressores ao nosso sistema.

Fontes de Glutationa

É possível adquirir a glutationa ao ingerir alimentos fonte de seus aminoácidos precursores, como a cisteína, glicina e glutamina, ou seja, ingerindo alimentos como:

  • Feijões
  • Leite
  • Castanhas 
  • Espinafre

Outra forma é através da suplementação direta desta substância e/ou através de suplementos que a contenham.

De toda forma, o importante é evitar a produção e a presença excessiva de radicais livres a fim de garantir quantidades adequadas de glutationa, prevenindo o envelhecimento celular. 

Referências:

ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4684116/pdf/8-12.pdf

bdigital.ufp.pt/bitstream/10284/2505/1/TM_15593.pdf

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.