Natação ajuda a queimar calorias e perder massa gorda

natação

A natação é considerada uma atividade completa, que trabalha toda a musculatura do corpo, além disso, ajuda na melhora da coordenação motora e é um ótimo exercício de respiração. Porém, muitas pessoas, principalmente mulheres, associam a natação com musculação e ganho excessivo de massa muscular, que propicia costas e braços largos. Assim, deixam de praticar o esporte com medo das consequências físicas.
Segundo o educador físico e professor de natação Rogério Nóbrega, nesse caso o ideal é que o aluno tenha uma frequência de até três aulas por semana. “Isso fará com que o volume de treinos não seja tão grande, o que atenderá esse objetivo específico. Outra alternativa é não utilizar implementos que possam exigir mais força para realizar os movimentos dos nados, como palmares, elásticos e para-chutes”, explica.

Natação emagrece

Devido ao grande gasto de energia que o esporte oferece, a natação ajuda a queimar calorias e perder massa gorda. “A queima calórica pode variar de acordo com cada indivíduo e com a intensidade dos treinos, mas, em média, em uma aula de 50 minutos esse gasto pode chegar a 450 kcal”, afirma Nóbrega.
Com isso, é importante que o aluno faça uma refeição leve e equilibrada, mais ou menos 1 hora antes do treino, pois utilizará tanto os carboidratos quanto a gordura como fontes para produção de energia. “Em geral, um aluno que faz aulas duas vezes por semana (50 minutos) começa a sentir melhoras a partir da quarta semana. Para que essas melhoras se tornem expressivas o prazo se estende um pouco, de doze a quinze semanas”, orienta Nóbrega.



Natação: benefícios para toda a saúde

A natação é um dos esportes mais completos que existem. Em uma mesma aula, o organismo consegue utilizar diversas vias metabólicas, principalmente a via aeróbia. Conheça os benefícios do esporte:

– Sensação de relaxamento e bem-estar, que combate tensões e estresse.
– Pode aumentar a oxigenação do cérebro e a memória.
– Aumenta a capacidade respiratória e circulatória.
– Melhora das capacidades físicas: força, flexibilidade, coordenação e equilíbrio.
– Melhora a capacidade de raciocínio.
– Pode prevenir doenças neurodegenerativas, como Alzheimer.
– Ajuda no controle da hipertensão arterial.
– Melhora o condicionamento físico.

Dicas de alimentação

Natação x fome: é comum sentir muita fome após o término de uma aula de natação, pois a atividade exige intensa contração muscular e muita força, gerando grande gasto energético, além de reduzir as reservas energéticas do corpo, portanto, há necessidade de repor essas perdas através da alimentação.

  • Realize um lanche com alimentos fontes de carboidratos cerca de 45 minutos a 1 hora antes do treino. Dê preferência aos carboidratos de lenta a moderada absorção, como batata-doce e pães integrais.
  • Após o treino, faça uma refeição equilibrada contendo bons carboidratos, proteínas e boas fontes de gorduras. Nesse momento vale tanto o famoso frango grelhado com batata-doce quanto um peixe ou carne grelhada com tubérculos cozidos (inhame, mandioquinha, cará ou mandioca) regados com azeite extravirgem ou óleo de coco.
  • Evite fazer os treinos logo após as grandes refeições (almoço e jantar).
  • Evite permanecer mais do que 3 horas em jejum. Caso o treino seja muito extenso, reponha a energia com géis de carboidrato.
  • De acordo com a intensidade e frequência dos treinos, pode ser necessário realizar suplementação com shakes de carboidratos e proteínas.

A prática de atividade física somada a bons hábitos alimentares é essencial para a manutenção do peso, prevenção de doenças e uma vida mais saudável.



Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.