Novembro Azul – Câncer de Próstata: Alimentação e Prevenção

Novembro Azul – Câncer de Próstata: Alimentação e Prevenção

Durante o mês de novembro acontece um movimento mundial chamado “Novembro Azul”, que reforça a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata. Veja como uma alimentação saudável pode auxiliar na redução da incidência de câncer de próstata e no risco de progressão da doença.4

Incidência e fatores de risco

Dentre os brasileiros, o câncer de próstata é segundo mais frequente, atingindo principalmente homens acima dos 50 anos, sendo a presença da doença na família, principalmente em parentes de primeiro grau (pai, irmão, filho), o sobrepeso e obesidade, os principais fatores de risco.¹,²

A estimativa para 2018 e 2019 são de 68.220 novos casos por ano, isso corresponde a 66,12 casos novos a cada 100 mil homens ao ano, assim, a prevenção e a rotina de exames tornam-se primordiais.¹

Alimentação x Câncer de Próstata:

Um estudo³ demonstrou que uma alimentação rica em vegetais, frutas e grãos integrais e pobre em gorduras, junto ao exercício físico diário, diminuíram a ação de uma proteína que foi associada a um maior risco de diversos tipos de câncer, incluindo o câncer de próstata. Esta diminuição se dá devido a redução dos níveis de insulina resultantes de uma dieta saudável, com poucas gorduras associada ao exercício físico.5

Como deve ser a dieta saudável?

  • Ter como base frutas, verduras e legumes
  • Rica em fibras
  • Baixo teor de gordura
  • Baixa ingestão de açúcares simples
  • Consumo adequado de água

Frutas

O consumo de frutas é muito importante na prevenção de todos os tipos de doenças, e não seria diferente quando se fala do câncer de próstata. As frutas contêm vitaminas, minerais, fibras e fitoquímicos como carotenoides, licopeno, indois e flavonoides, que auxiliam no combate ao câncer.5

Fibras

A ingestão de fibras também tem se mostrado benéfica, pois, ela pode se ligar a compostos tóxicos e cancerígenos e eliminá-los do corpo.5

Gorduras

Quanto as gorduras, as mesmas estimulam o aumento dos níveis de testosterona, que está associado ao crescimento do câncer de próstata. Outro fato que influencia, é o tipo da gordura. O consumo de gorduras saturadas não é recomendado, logo, o indicado é reduzir o consumo de carne vermelha, leite, maionese, queijos e demais alimentos que possuam um alto teor de gordura saturada.5

 As gorduras trans, além de trazerem prejuízos a saúde cardiovascular, também causam um desequilíbrio hormonal, podendo favorecer o desenvolvimento do câncer de próstata. Neste caso, o recomendado é não consumir gorduras hidrogenadas encontradas em produtos como margarina, frituras e alimentos ultraprocessados.5

Já o ômega 3, pode reduzir o risco e a progressão do câncer de próstata por isso, uma boa opção é substituir a gordura da dieta por alimentos ricos em ômega 3 como peixes, linhaça, nozes e óleo de canola.5

Carboidratos

Os carboidratos simples, como doces e biscoitos, podem aumentar os níveis de uma proteína que estimula o crescimento das células cancerígenas, por isso, devem ser consumidos com moderação, e, se possível excluídos da alimentação.5

Estilo de vida equilibrado

Geralmente pessoas com excesso de peso possuem um alto valor de gordura corporal, que aumenta a inflamação a produção de hormônios, causando danos nas células. Por isso é tão importante manter uma alimentação saudável combinada com atividade física para manter o seu peso corporal adequado.7

Além de todos estes cuidados com a alimentação, a água também é um importante aliado. Nosso corpo precisa de água para carregar nutrientes e resíduos que são consumidos.5

Lembre-se sempre de manter uma alimentação balanceada, praticar exercícios físicos e diminuir o consumo de álcool. É importante realizar periodicamente os exames de prevenção, se possível uma vez ao ano, após os 50 anos.6 O melhor caminho para a saúde, é a prevenção!

Referências:

  1. INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER. Incidência de Câncer no Brasil. Brasília, BR: Estimativa 2018, 2018.
  1. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Câncer de próstata: causas, sintomas, tratamentos, diagnóstico e prevenção. Brasília, BR: Saúde de A a Z, 2018.
  1. NGO, Tung H. et al. Effect of diet and exercise on serum insulin, IGF-I, and IGFBP-1 levels and growth of LNCaP cells in vitro. California, EUA: Cancer Causes and Control. v. 13, p. 929-935, 2002.
  1. FUNDAÇÃO DO CÂNCER. Novembro azul: a importância de se cuidar. Rio de Janeiro, BR. 2019.
  1. UNIVERSITY OF CALIFORNIA SAN FRANCISCO. Nutrition and Prostate Cancer. California, EUA: Patient Education, 2019.
  1. HOSPITAL DE CANCER DE BARRETOS. Prevenção do Câncer de Próstata. São Paulo, BR. 2013.
  1. INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER. Peso Corporal. Brasília, BR: Causas e Prevenção, 2019.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.