Óleos essenciais: benefícios e como utilizar

Óleos essenciais: benefícios e como utilizar

Os óleos essenciais são responsáveis pelo aroma das plantas, e possuem um conjunto de substâncias naturais, conhecido como terpenos, que podem ser extraídos das folhas, sementes, flores, raízes, frutos e dos troncos de plantas. Eles são produzidos, armazenados e liberados pelas plantas, ou seja, são completamente formados por algumas delas e, para utilizarmos os óleos essenciais, são necessárias técnicas de extração, como prensagem a frio e diferentes tipos de destilação.

Esses terpenos podem reagir com outras substâncias ou até entre eles mesmo e originar outros compostos químicos, tanto benéficos, quanto prejudiciais, por exemplo, quando em contato com componentes presentes na atmosfera, como ozônio, nitratos e hidróxidos, podem se tornar altamente reativos, logo, para aproveitar os benefícios que existem nos terpenos, vários equipamentos foram desenvolvidos com o objetivo de eliminar qualquer poluente que possa causar danos à saúde.

Benefícios dos óleos essenciais

Os óleos essenciais são comprovadamente eficazes quanto as suas características terapêuticas e podem oferecer diversos benefícios, pois podem agir como antissépticos e anti-inflamatórios, também possuem propriedades expectorantes e diuréticas, que podem ser obtidas através do uso de óleos como o de eucalipto. Também podem ajudar no combate a insônia, tendo efeito relaxante e sedativo leve, além de fortalecer ação do sistema imunológico.

Como usar os óleos essências

O uso dos óleos essenciais é bastante popular, tanto terapêutica, quanto estética, na formulação de shampoos, sabonetes e cremes hidratantes, principalmente por suas características aromáticas e suavizantes.

Existem diversas outras formas de usar os óleos essências, algumas dela são:

  • Massagens e banhos de imersão: podem ajudar a reduzir o estresse, favorecer o relaxamento muscular e estimular à circulação;
  • Inalação: pode ser conduzida através do uso do banho de vapor facial ou por inalação a seco, principalmente, em casos de afecções das vias respiratórias e da pele, ou ainda alterações do estado emocional;
  • Escalda pés: um banho de imersão dos pés em água quente e óleos, com o intuito de permitir que os vasos sanguíneos desta região e das pernas se dilatem, recebendo mais sangue, são recomendados em caso de insônias, congestão nasal, dores de cabeça, gripes e resfriados;
  • Compressões aromáticas: que podem ser feitas frias ou quentes em uma região especifica do corpo. As frias são mais indicadas em casos de febres, dores de cabeça, inchaços e contusões, e as quentes, em casos de cólicas, dores de ouvido, dores reumáticas ou musculares.

Contraindicações dos óleos essenciais

Mesmo sendo naturais, os óleos essências podem causar efeitos colaterais, assim como medicamentos, logo é importante que se procure uma orientação antes de iniciar o uso.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.