Vitamina D e doenças autoimunes

Vitamina D e doenças auto-imunes


A vitamina D ou colecalciferol, é um hormônio esteroide essencial para nosso corpo pois sua função principal é a manutenção da saúde óssea, embora ainda exerça diversas outras funções diferentes no organismo.

Sua principal fonte é a produção endógena a partir da exposição ao sol, e a menos eficaz é a dieta, responsável por apenas 20% das necessidades corporais, embora ainda seja muito importante para idosos, pessoas institucionalizadas e pessoas que vivem em climas temperados.

 As doenças autoimunes são doenças causadas pelo sistema imunológico, que passa a funcionar de forma irregular, produzindo anticorpos para atacar células, tecidos e órgãos do próprio organismo.

Sugere-se que a vitamina D pode prevenir o desenvolvimento de doenças autoimunes e também pode ser utilizada no seu tratamento.

Estudos epidemiológicos avaliam a correlação entre o número de casos de pessoas com doença autoimune e a deficiência de vitamina D, confirmaram a associação de baixos níveis da vitamina com o aumento da susceptibilidade à doença.

Benefícios da vitamina D em doenças autoimunes

Quando falamos em vitamina D, diversos benefícios são relacionados a esse nutriente, veja abaixo:

  • Fortalece o sistema imunológico;
  • Pode reduzir os efeitos do Alzheimer;
  • Combate o diabetes;
  • Previne fraturas;
  • Previne doenças cardiovasculares;
  • Auxilia na prevenção do câncer.

Os estudos do tratamento de doenças autoimunes com vitamina D é algo recente, porém a vitamina D já vem sendo utilizada para tratamento de alguma dessas doenças. A vitamina D age como um imunoregulador, que inibe a resposta imunológica responsável por provocar o ataque ao próprio organismo. O tratamento não só evita que a doença avance, como auxilia na recuperação de sequelas recentes. Esse tipo de tratamento deve ser realizado somente por um médico, pois o consumo excessivo da substancia pode causar problemas a saúde.

A vitamina D já tem sido aplicada no tratamento de algumas doenças autoimunes, como por exemplo: esclerose múltipla, diabetes tipo 1, doenças inflamatórias cutâneas.

Esclerose múltipla e Vitamina D

A esclerose múltipla é uma doença crônica, autoimune que atinge o sistema nervoso central. Nela a vitamina D atua na diminuição da capacidade inflamatória das células e níveis adequados do nutriente podem fazer a doença progredir, além disso estudos indicam que níveis insuficientes de vitamina D estão relacionados com processos que agravam e causam a doença.

Diabetes tipo 1 e Vitamina D

O diabetes tipo 1 é uma doença autoimune onde a produção de insulina no pâncreas é insuficiente, pois as células sofrem destruição autoimune. Estudos relatam que níveis adequados de vitamina D na infância diminuem os riscos de apresentar a doença na fase adulta.

Diversos estudos sugerem que a vitamina D tem papel muito importante na regulação do sistema imunológico e na prevenção de doenças autoimunes. No entanto, outros estudos são necessários para determinar os riscos e benefícios da suplementação de vitamina D.



Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.